CONTATO | A EMPRESA | SERVIÇOS | CLIENTES | CONTRATO

 

 
ROEDORES
 
RATO PRETO - RATTUS RATTUS
BIOLOGIA: Quando adulto, podem medir até 38 cm e pesar 300 gramas. Possuem a calda mais longa que a cabeça e o corpo e orelhas grandes. Apesar do nome, sua cor pode variar do cinza ao marrom escuro. Sua ninhada abrange de 3 a 9 filhotes, tendo de 3 a 4 ninhadas por ano. Com três meses de vida, estão aptos para reprodução. O alimento preferido é o cereal. O rato preto vive em lugares altos, como telhados e forros, para fugir da ratazana que é mais forte que ele. Assim, estabelece um território de até 40 metros.

PREJUIZOS: Por viverem em forros de residência, em estruturas de sustentação dos telhados ou outras construções, causam danos materiais ao homem ao devorar madeiras e fiações elétricos, podendo provocar incêndios e destruição total das estruturas , como já foi comprovado.
 
SOLUÇÕES CASEIRAS: Para combater esses ratos, as ratoeiras devem ser amarradas nos troncos das árvores, caibros, nos forros e telhados residenciais.

 

RATAZANA - RATTUS NORVEGICUS
BIOLOGIA: Quando adulta mede até 45 cm e pesa 500 gramas. Possui calda grossa, mais curta que a cabeça e o corpo juntos, orelhas e olhos pequenos. Os pés têm membranas interdigital. A pelagem é áspera variando do marrom acinzentado ao vermelho no dorso, e tons mais claros no ventre. Pelo formato dos pés, se adapta à ambientes aquáticos - sabe nadar e mergulhar muito bem. Suas ninhadas têm, em média, 8 filhotes.
As Ratazanas defendem ferozmente seu território, que chega a medir até 50 metros, contra ratos de outras espécies e mesmo de ratos de sua espécie, mas de colônias diferentes. Constroem seus ninhos em túneis abertos no solo. Alimentam-se de cereais, ovos, pequenas aves, coelhos, animais mortos, frutas, etc.

PREJUÍZOS: Transmissora das Salmoneloses - envenenamentos alimentares . Causam perdas materiais para a pecuária, principalmente em propriedades que criam coelhos, suínos e aves em regime de confinamento, por comerem a ração dos animais, estragar ovos e comer pintinhos.
 
SOLUÇÕES CASEIRAS: As ratoeiras para a ratazana devem ser colocadas no chão, sempre encostados à parede, com pedaços de “bacon”, toucinho ou peixe como isca.

 

CAMUNDONGO - MUS MUSCULUS
BIOLOGIA: Quando adultos, chegam a medir 18 cm e a pesar 21gramas. Possuem a calda igual ou maior que o corpo e a cabeça juntos e orelhas grandes. Sua coloração varia do cinza escuro ao branco. Geram de 3 a 8 filhotes, havendo de 4 a 5 ninhadas anuais. Vivem em armários e gavetas, em quartos e bibliotecas, estabelecendo um território pequeno, com no máximo 3 metros.
É o mais curioso das três espécies, aproxima-se e examina alimentos e objetos colocados perto de seus ninhos ou trilhas.

BENEFÍCIOS: São de grande ajuda para a medicina, já que servem de cobaias para teste de novos medicamentos, avanços em técnicas de cirurgia, descobertas genéticas, etc.
Recentemente nos EUA, foi criada uma orelha de cartilagem e transplantada em um camundongo com aceitação total. A experiência poderá permitir o transplante de órgão sem doador.
PREJUIZOS: Assim como Rato Preto e a Ratazana, o Camundongo é transmissor de inúmeras doenças. O destaque fica para a Hantavirose, que é transmitida pela mordida do camundongo ou através da inalação de fezes e urina do animal contaminado, e que na maioria dos casos leva a morte do paciente.
O Camundongo, além dos danos materiais pela destruição de roupas e livros, também é uma ameaça para os proprietários de veículos. Atrás de restos de alimentos, ele entra nos veículos e se faz seu ninho nos estofados, além de roer cabos e fios.
SOLUÇÕES CASEIRAS: Os melhores resultados no combate de roedores com ratoeiras são obtidos quando empregadas a Camundongos, por serem animais muito curiosos. Na maioria das vezes nem é preciso a utilização de iscas.
Para evitar a infestação é preciso manter gavetas, armários e estantes sempre limpas e organizadas.

BIOLOGIA: Das 2000 espécies existentes, que podem pesar de apenas 10gs a até 700gs, só apenas três tornaram-se sinantrópicos. São animais de hábitos noturnos e só se aventuram a luz do dia em caso de superpopulação. Praticam o canibalismo, alimentando-se de ratos doentes , machucados ou filhotes, seus dentes representam 5,5 graus na escala “mor, crescendo a vida toda; não tem os dentes pré-molares fazendo deste espaço uma bolsa para guarda provisória de detritos, quando escavam. Têm a visão pouco desenvolvida, o olfato, o tato e o paladar bastante apurados. A audição muito desenvolvida, é a arma para detectar e escapar do perigo.
Existem três espécies de ratos que são diferenciadas pela preferência de ambientes: Rattus Rattus (Rato Preto), que vive em forro e telhados das residências; Rattus Norvegicus (Ratazana) domina o nível do solo e o Mus Musculus (Camundongo) vive em gavetas e armários.
Geram de 3 a 12 filhotes por ninhada, têm 8 gestações por ano e vivem de 1 a 2 anos conforme a espécie.

PREJUÍZOS: São responsáveis pela disseminação de 32 doenças, tais como: Leptospirose (11% das pessoas que contraem morrem até cinco dias, não existindo vacina), Peste Bubônica, Tifo Murino, Triquinose, Raiva, Salmoneloses, Sarnas e micoses, Hantovirose, etc. É responsável por danos materiais devido ao consumo de produtos alimentícios, sacaria, roupas, livros, objetos de madeira, instalação elétrica (podendo causar incêndio), ainda são hospedeiros de pulgas.
Estima-se que a cada ano, um quinto de toda produção mundial de cereais nunca chega à mesa do homem devido a ataques de roedores, e que o prejuízo anual seja de U$ 10 por roedor.

SOLUÇOES CASEIRAS: As ratoeiras podem ser usadas com resultado positivo em locais com pouca infestação, como garagens e quartos de despejo, sendo que o resultado depende da espécie de roedor. O controle do camundongo através de ratoeiras tem obtido bons resultados. Ainda pode-se utilizar gesso ou cal virgem em combinação com outro produto seco , por exemplo o malte , na proporção 2:1 . Esta mistura provoca grande sede nos roedores e a combinação do gesso à cal ,com a água destrui o animal .
Uma maneira de dificultar a infestação de ratos é evitar acúmulo de entulhos, mato crescido, restos e desperdícios de alimentos nos chão, ou na área externa da casa.
Em silos e paióis, recomenda-se que a soleira das portas sejam protegidas por um folha de metal, que impedem a abertura de orifícios de penetração dos ratos.